''
Governador Ronaldo Caiado tem portas abertas no Congresso Nacional, afirma deputado José Nelto em entrevista a O Mundo em Sua Casa

O deputado federal José Nelto (Podemos) afirmou nesta sexta-feira, 18, durante entrevista concedida no radiojornal O Mundo em Sua Casa das rádios Brasil Central AM e RBC FM, que o governador Ronaldo Caiado tem portas abertas no Congresso Nacional, tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado. “O governador é um estadista que conversa com todos os parlamentares, com todos os Poderes, e também tem atuado muito para minimizar a crise política, esse terremoto que vive Brasília”, disse, numa referência à recente crise do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

O Mundo em Sua Casa foi apresentado por Gil Bomfim e Augusto César, e contou com a participação da jornalista Mirelle Irene. Conforme o deputado federal José Nelto, Ronaldo Caiado “é um homem preparado para esta crise”. Ele se referiu à situação em que vivia Goiás e sobre como Caiado tem enfrentado a questão dos incentivos fiscais. “Tem que ter incentivos fiscais, é natural, é normal, mas você não poderia entregar uma arrecadação (estadual) mensal de incentivos fiscais, com um grupo ganhando muito”, criticou o parlamentar.

José Nelto lembrou que “a periferia hoje está passando fome, sofre com a violência e não tem uma boa educação. E questiona: que governo queremos, dos ricos e poderosos, ou dos mais mais fracos e oprimidos? “Tudo isso nos deixa numa situação vulnerável”, ponderou. Por isso, ele disse que é preciso que se tenha um governante duro, austero. “E Goiás, nesse momento, posso afirmar, nós temos um governador honesto, que não faz concessão, preocupado em tirar o Estado da crise”, destacou. Ele lembrou que o governador pegou uma folha (de pagamento dos servidores) em atraso e já a colocou em dia, e está enfrentando a questão dos incentivos fiscais, sendo que tudo isso mostra a liderança de Ronaldo Caiado.

Reforma da Previdência

O deputado federal comentou que sobre a urgência da Reforma da Previdência, não só para o governo federal, mas para Estados e municípios. “O Brasil está quebrado, a União está falida”. Ele admitiu que a Câmara de Deputados não fez a reforma da Previdência que queriam o presidente Bolsonaro e o ministro da Economia Paulo Guedes. “Fizemos a reforma possível. Tentamos incluir os Estados nessa reforma, se não fosse de uma vez, através de uma lei ordinária, não precisando de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) ”, destacou. Só que houve um embate político muito grande com os governadores do Nordeste, “que, casados, queriam levar a vida de solteiros, não queriam o desgaste”, explicou.

O parlamentar comentou ainda a crise pública do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Segundo ele, a temperatura (política) em Brasília se elevou ainda mais nesta quinta-feira, 17. “Nunca vi um momento desse, uma briga fraticida do presidente da República com o partido dele. Esse embate enfraquece o presidente, ele perde capital político, se não se entende com o seu partido. “Foi uma batalha perdida para o presidente, que vai o enfraquecendo, porque as outras bancadas ficam com medo de dialogar com ele”. José Nelto lamentou que “essa briga é ruim para o Brasil, que perde credibilidade internamente e no exterior”.

Tv Brasil Central. Rua SC-01, nº 299, Parque Santa Cruz, Goiânia - GO CEP: 74.860-270 Fone: (62)3201-7600

©Copyright 2016. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Agência Brasil Central.